Pascal Montassier e o seu Arocs 3363

Economia & Logística

Uma questão de gosto.

Quanto maior, mais pesado e mais largo, melhor. Aqui, Pascal Montassier e os seus Mercedes‑Benz de plataforma rebaixada estão como peixe na água.

Verde e amarelo: segundo Pascal Montassier, o facto de os camiões terem as mesmas cores que o FC Nantes é uma mera coincidência. Que não prejudica a popularidade na região.


O que fazer quando se precisa de um Arocs mas se é fã do Actros profissional do transporte de longa distância? Pascal Montassier, diretor da Trans’5000 em Geneston, 15 quilómetros a sul de Nantes, encontrou uma solução. Encomendou simplesmente o seu Arocs 3363 com uma grelha do radiador do Actros. Invulgar mas não impossível.


Agora, o trator de três eixos, disfarçado de Actros, reboca um veículo de plataforma rebaixada amarelo, com quatro eixos e cavidades para rodas e braços de escavadoras. Amarelo, verde e branco são as cores da Trans’5000 – aliás, verde e amarelo são também as cores do FC Nantes. «Mera coincidência», diz Pascal Montassier. Mas talvez até muito bem-vinda: pois desde que a frota foi pintada com as novas cores, os veículos dão muito mais nas vistas. «Muita gente acredita que aumentámos a nossa frota», sorri o empresário.

Na verdade, foi contratado no ano de 2000 para gerir a frota que na altura se limitava a três veículos; mas isso não era suficiente para este homem ativo de 2 metros de altura. O proprietário da altura não estava interessado em ampliar o setor dos transportes, mas tinha todo o gosto em deixar a empresa para o seu funcionário. Assim, durante um ano, Pascal Montassier teve de se sentar na carteira da escola ao fim de semana, para poder fazer o exame de aptidão como empresário de transportes. Desde os primórdios modestos, a frota cresceu e tem entretanto 16 veículos comerciais, entre os quais dois tratores 6×4 e nove 4×2.


«Vamos onde o cliente nos mandar.»

– Pascal Montassier, diretor da Trans’5000


Actros por fora, Arocs por dentro: uma vez que o empresário Pascal Montassier é um fã da frente do porta-estandarte do transporte de longa distância, o seu Arocs 3363 recebeu a grelha do radiador de um Actros.


Até ao final do ano devem juntar-se mais três. Para além dos referidos tratores de transporte pesado, a empresa dispõe ainda de cinco outros veículos de plataforma rebaixada e ainda de semirreboques de plataforma e semirreboques Telemax-Plateau com superfície de carga telescópica.

A frota fica completa com um camião de plataforma de quatro eixos e quatro de três eixos, que em parte estão equipados com gruas. Independentemente das cores dos veículos, a empresa conquistou o seu nível de reconhecimento pelo zelo e pela fiabilidade. «Para nós, a pontualidade é o mais importante. Se não estiver em condições de executar uma encomenda na dimensão e dentro do prazo indicados, tenho de o dizer ao cliente.»


Carga pesada: a maior parte dos transportes é feita na região em redor de Nantes, mas os camiões também fazem regularmente transportes de longa distância nacionais.


Mesmo sendo a maioria dos transportes feita no noroeste de França, os tratores de transporte pesado, pintados de verde, branco e amarelo, também vão por vezes até Bordéus ou Toulouse. «Vamos onde o cliente nos mandar», diz Pascal Montassier. Para os transportes de longa distância estão agora também disponíveis tratores com cabinas de transporte de longa distância, que são equipadas com ar condicionado independente, frigorífico, buzinas e para-sol com faróis adicionais integrados. «Os motoristas que dormem três ou quatro noites no seu camião recebem naturalmente veículos novos devidamente equipados.» Os veículos de plataforma rebaixada são utilizados sobretudo para o transporte de veículos de construção entre os estabelecimentos dos concessionários e os seus clientes.

Tudo é transportado: desde a escavadora de lagartas, passando pela carregadora de rodas até ao dumper. Os semirreboques de plataforma servem maioritariamente para o transporte de material de construção, paletes vazias, contentores de construção ou casas móveis. Seja qual for o objeto do transporte: claro que é movimentado por um veículo com a estrela.


Fotografia: Oliver Bos

7 comentários